Agende sua consulta

Busque o profissional de saúde mais perto de você

Cadastre-se

Portal do Médico

Faça login

O que é o olho preguiçoso?

04/01/2021
08:21

O olho preguiçoso não tratado pode levar à cegueira funcional. Esse distúrbio geralmente aparece na infância, e se for detectado precocemente, pode ser tratado com grande sucesso. Apesar de tudo, o tratamento também pode ser feito em adultos e obter bons resultados.

div align="center">

O chamado olho preguiçoso é uma condição na qual há perda de acuidade visual em um ou ambos os olhos, sem que haja deficiência ou anormalidade estrutural no globo ocular. Esse problema também é conhecido como ambliopia, e é uma patologia comum em crianças.

Estima-se que o olho preguiçoso seja um problema que ocorre em 4% das crianças. Se não for tratado antes dos 8 ou 9 anos de idade, pode se tornar um defeito ocular irreversível. De fato, essa patologia é considerada uma das principais causas de perda de visão nos países desenvolvidos.

O olho preguiçoso não permite atingir 100% da acuidade visual, mesmo se a correção óptica for realizada. Ultimamente, foi estabelecido que o uso de dispositivos eletrônicos, como tablets ou telefones celulares, acelera a ambliopia e exacerba seus sintomas.

O que é o olho preguiçoso?

O olho preguiçoso, ou ambliopia, é um distúrbio que leva a uma diminuição da acuidade visual, sem que haja nenhuma anormalidade nas estruturas dos olhos e sem que se detecte uma doença que cause o problema. Nesse caso, a visão completa não é alcançada, mesmo que sejam utilizados os melhores mecanismos de correção.

Esse distúrbio costuma afetar apenas um olho, mas também existem muitos casos em que os dois olhos são afetados. Existem vários tipos de olhos preguiçosos ou ambliopia. São os seguintes:

  • Ambliopia estrábica. Ocorre quando os olhos não estão perfeitamente alinhados. Isso oferece informações conflitantes ao cérebro, que deixa de prestar atenção em uma das imagens e acaba substituindo-a.
  • Ambliopia por privação. Corresponde aos casos em que há catarata congênita, queda da pálpebra superior ou uma opacidade na córnea. Todas estas condições impedem o correto desenvolvimento visual.
  • Ambliopia refrativa. Ocorre quando há um defeito refrativo muito grande nos olhos. Isso faz com que o cérebro pare de fornecer informações ao olho mais afetado. É o tipo de olho preguiçoso mais difícil de diagnosticar.

Causas

O olho preguiçoso é uma consequência da falta de desenvolvimento na conexão entre o olho e o cérebro. O que acontece, em poucas palavras, é que o cérebro aprende a ignorar as informações que vêm de um olho e, às vezes, ao longo do tempo, de ambos os olhos. Não é um problema em si, embora possa ser uma causa ou efeito de problemas oculares.

A causa mais comum de olho preguiçoso é o estrabismo. Neste, os músculos não conseguem alinhar os olhos adequadamente. Isso faz com que o cérebro receba uma imagem diferente de cada olho. Para resolver essa confusão, o que o cérebro faz é ignorar sistematicamente uma dessas imagens.

Isso faz com que um dos olhos não seja usado e, consequentemente, a área do cérebro correspondente não se desenvolve. Também é frequente que a diferença de imagens enviadas pelos dois olhos se deva ao fato de cada um deles ter um grau diferente de miopia, hipermetropia ou astigmatismo.

Nesses casos, o cérebro também acaba priorizando um olho sobre o outro. Existem outras condições que também causam descompensação visual, levando à ambliopia. As principais são a opacificação da lente e a catarata infantil, entre outras.

Outros dados de interesse

Quanto mais cedo o olho preguiçoso for detectado, maiores serão as chances de tratá-lo com sucesso. Ainda assim, os tratamentos para a ambliopia em adultos também mostram um alto grau de eficácia, especialmente quando a pessoa afetada tem bastante motivação e comprometimento.

American Optometric Association recomenda que o primeiro exame ocular seja realizado aos 6 meses de idade. Idealmente, o segundo teste deve ser realizado aos 3 anos de idade, antes da criança entrar na escola.

Às vezes, a ambliopia não é detectada precocemente e pode ser confundida com alguns distúrbios do desenvolvimento ou outros. Uma criança com olho preguiçoso pode ter atrasos no desenvolvimento motor e até levantar suspeitas de autismo, sem que isso se deva a uma causa diferente da ambliopia.

Da mesma forma, crianças com olhos preguiçosos tendem a ler mais lentamente do que crianças com visão normal. Isso, é claro, pode causar problemas acadêmicos, sociais e até comportamentais. Daí a importância da detecção precoce desse problema.



Fonte: https://melhorcomsaude.com.br/olho-preguicoso/

+ Notícias


01/02/2021 09:34

Como a radioterapia funciona?

  • 21/01/2021 14:18

    Ivermectina pode reduzir risco de morte em até 75%, diz jornal

  • 18/01/2021 09:51

    A mononucleose é contagiosa?

  • 14/01/2021 08:56

    O que são as proteínas e quais são as suas funções?

  • 11/01/2021 08:31

    10 possíveis sintomas de câncer que muitas pessoas desconhecem

  • 06/01/2021 13:37

    Imunidade pode durar até oito meses após covid, sugere estudo


Carregando