Agende sua consulta

Busque o profissional de saúde mais perto de você

Cadastre-se

Portal do Médico

Faça login

Síndrome da má absorção – O que é?

30/04/2019
14:45

A síndrome da má absorção é uma condição de saúde que se caracteriza pela inapropriada assimilação de substâncias alimentares, afetando as pessoas na captação e no transporte de nutrientes.

Basicamente, a síndrome da má absorção pode envolver apenas um nutriente em específico como também uma série deles.


A definição de síndrome da má absorção engloba qualquer processo que provoque a má assimilação ou o aproveitamento inadequado de um ou mais elementos que compõem uma dieta, como carboidratos, proteínas, lipídios, vitaminas e sais minerais.


Essa condição pode ser causada por várias razões, mas três são mais comuns quando é feito o diagnóstico da síndrome da má absorção:


Alteração da circulação sanguínea na mucosa intestinal; Alteração no processo de digestão – que é a quebra enzimática – de um alimento que acaba dificultando a absorção deste; Alteração da mucosa intestinal.


A própria mucosa intestinal é o local em que os nutrientes, provenientes da digestão de alimentos, são absorvidos. Caso haja alteração, os nutrientes ficam impedidos de chegarem à corrente sanguínea.


Na realidade, a síndrome da má absorção pode ter causas distintas para cada nutriente que está sofrendo essa má absorção.


Por isso, outros fatores que podem ocasionar o problema são:


Anemia perniciosa; Bactérias intestinais; Cirrose; Deficiência congênita da produção da enzima lactase; Doença de Chron; Doenças de má absorção, como a doença celíaca; Infecções agudas causadas por vírus, bactérias e parasitas; Insuficiência pancreática; Obstrução do ducto biliar; Pancreatites; Retocolite ulcerativa.


Os fatores de risco mais relacionados à síndrome da má absorção intestinal também variam conforme a causa, destacando-se as pessoas que fazem uso crônico de álcool, além das que se submeteram à cirurgia de retirada parcial do estômago e do intestino.


Além disso, a própria questão genética pode facilitar o desenvolvimentoda síndrome da má absorção.


Sintomas da síndrome da má absorção


Na prática, o diagnóstico tem como finalidade descartar (ou até mesmo encontrar) quaisquer doenças ou condições que causem esse problema.


Nesse caso, muitos médicos tendem a prestar muita atenção aos sinais e sintomas do paciente.


Em situações de má absorção global (quando há prejuízo na absorção da maioria das vitaminas, dos nutrientes e dos oligoelementos), por exemplo, os sintomas principais são diarreia, inchaço abdominal, gases e esteatorreia.


A perda de peso também é um sintoma bastante frequente resultante da deficiência nutricional.


Em casos de síndromes de má absorção leves, o único sintoma que pode aparecer em um paciente é a deficiência de ferro.


Portanto, é essencial que um profissional de saúde avalie a saúde clínica e peça os exames pertinentes para diagnosticar imediatamente a condição e iniciar um tratamento.


A busca por um médico deve ser imediata e detalhada especialmente em queixas de fezes amolecidas, aumento da frequência de evacuações e outros sintomas associados – fadiga, fraqueza, desconforto abdominal e alterações dermatológicas e ósseas.


Tratamento


A síndrome da má absorção pode ser tratada. Em casos em que ela se reverte sem mudanças de comportamento, o problema é mais rapidamente sanado.


Já em situações de presença de patologias crônicas, o tratamento para a síndrome da má absorção se dará pela vida toda, afinal não haverá uma cura. Ou seja, você terá que manter o problema sob controle com as orientações do médico e de hábitos saudáveis.


Por exemplo, se você é celíaco(a), o tratamento para a síndrome da má absorção se dá por meio da total exclusão do glúten de sua alimentação.


Da mesma maneira acontece com a intolerância à lactose: deve-se retirar a substância da dieta. Se o seu caso for mais brando, é possível utilizar a enzima (lactase) artificial nas refeições que são compostas de lácteos.


Algumas medicações que podem ser usados na síndrome da má absorção são os antibióticos, dependendo da patologia envolvida.


Exames e procedimentos


O diagnóstico para a síndrome da má absorção engloba a solicitação de vários exames, sendo que os primeiros sempre são os de sangue e fezes – este último irá analisar as fezes em termos de volume, aparência e presença de muco, parasitas e sangue.


O exame de sangue pode ser somente dos itens habituais de um check-up. Além desses elementos básicos, se uma pessoa sofre de determinada doença, o médico pode incluir outros exames específicos.


Exames de imagens também são bastante realizados no diagnóstico da síndrome da má absorção, tais como:


Biópsias do cólon e íleo; Biópsias gástrica e duodenal; Cápsula endoscópica; Ecografia abdominal; Endoscopia;

Raio-x de mãos e punhos para a idade óssea; Raio-x de tórax; Raio-x simples de abdômen; Tomografia e/ou ressonância magnética do abdômen.


Tais procedimentos podem facilitar o trabalho do médico no direcionamento a ser dado sobre a determinação das possíveis causas da síndrome da má absorção em cada situação.


Depois do diagnóstico, o acompanhamento médico será necessário para melhorar a qualidade de vida do paciente e continuar com um tratamento adequado.



Fonte: https://noticias.r7.com/saude/quero-viver-bem/sindrome-da-ma-absorcao-o-que-e-causas-sintomas-tratamento-e-exames-29042019

+ Notícias


20/05/2019 15:42

Robôs devem desafogar enfermeiras de 'demandas não assistenciais'

  • 17/05/2019 08:53

    A comovente história de um transplante: 'Éramos duas jovens esperando para ver quem morria primeiro'

  • 17/05/2019 08:45

    Taxa de infecções hospitalares atinge 14% das internações no país

  • 17/05/2019 08:37

    'Sou alérgica ao meu próprio suor'. Entenda a alergia à água

  • 15/05/2019 08:21

    Número de médicas cresce, mas elas ainda ganham menos que médicos

  • 13/05/2019 09:49

    Brasil é país 'fértil' e líder na América Latina em estudos clínicos

  • 10/05/2019 13:30

    UFG desenvolve medicamento que reverte overdose de cocaína


Carregando